Skip to content

Guia GPS de Doméstica – Tire suas dúvidas por aqui!





A guia GPS doméstica pode ser gerada pela internet em um processo bastante simples.

Os tributos coletados pelo INSS não pagos pela guia GPS doméstica, quando ocorre o trabalho sem registro em carteira ou pelo próprio contratante, anteriormente havia um processo mais árduo, que abriu lugar para o procedimento de emissão online.

Os lançamentos são feitos dentro do regime do Simples Doméstico e podem ser pagos em qualquer agência bancária que tenha convênio com o órgão. A arrecadação da GPS doméstica, soma para o direito da aposentadoria, tempo de trabalho e demais bônus oriundos dos trabalhadores.




Tudo é gerido pelo INSS (Instituto Nacional do Seguro Social), que administra os direitos dos trabalhadores junto ao governo. São mais de 30 anos de prestação de serviços, parte deles já utilizando o ambiente virtual e reduzindo o tempo nas agências.

Veja como funciona a GPS doméstica 2020 e entenda o passo a passo do sistema de emissão:

Guia GPS de Doméstica: passo a passo para retirar

GPS Doméstica
Guia GPS de Doméstica – Tire suas dúvidas por aqui!

Para a emitir guias, como a GPS doméstica, a Receita Federal criou o Sistema de Acréscimos Legais, o SAL.




Ele permite que empresas e prestadores individuais consigam atualizar seus boletos de contribuição, estejam vencidos ou não. Veja o passo a passo:

  1. – Acesse o site no endereço: http://sal.receita.fazenda.gov.br/PortalSalInternet/faces/pages/index.xhtml;
  2. Escolha entre “contribuinte filiada antes 1999”, “contribuinte filiados após 1999” ou “empresas e equiparadas e órgãos públicos”;
  3. Selecione “doméstico” entre as opções “contribuinte individual, facultativo, doméstico ou segurado especial”;
  4. Preencha o campo com o número do NIT, PIS ou PASEP;
  5. Complete os dados da imagem captcha;
  6. Clique em confirmar;
  7. Todos os boletos em atraso, ou não, recebem o recalculo GPS doméstica e aparecerão na tela.

Guia GPS de Doméstica em atraso, como proceder?





Existia um problema para atualizar a GPS doméstica em atraso. Ele era recorrente, já que por vezes o trabalhador esquece de pagar ou passa por dificuldades financeiras.

Para melhorar a retirada do boleto e facilitar a vida dos trabalhadores e empregadores, o sistema SAL agora faz a computação dos atrasos e recalcula os valores, mesmo quando está em atraso.

Para isso, não é preciso seguir até uma agência e enfrentar as, temidas, filas. Basta acessar o SAL Web, preencher alguns dados e emitir a GPS atrasada doméstica.

São apenas alguns minutos para conseguir visualizar os boletos pendentes e com o cálculo pronto. Depois, é só realizar o pagamento em um banco que possua filiação com a Receita Federal, INSS e DataPrev.

Qual o percentual do INSS de empregada doméstica?




Desde março de 2020, existe uma tabela vigente que descreve o valor a ser pago por um trabalhador doméstico no Brasil, para que ele tenha acesso aos benefícios do INSS.

Assim, a guia GPS doméstica é gerada através do salário do trabalhador, confira como ficou em 2020:

  • Salário até R$ 1.045,00 – trabalhador: 7,5% / empregador: 8%;
  • Salário de R$ 1.045,01 até R$ 2.089,60 – trabalhador: 9% / empregador: 8%;
  • Salário de R$ 2.089,61 até R$ 3.134,40 – trabalhador: 12% / empregador: 8%;
  • Salário de R$ 3.134,41 até R$ 6.101,06 – trabalhador: 14% / empregador: 8%.

Essas porcentagens seguem um padrão desde 2013, sem grandes mudanças. As únicas alterações ficam com o aumento do salário mínimo anual. Com esses números é possível saber o montante a ser pago da GPS empregada doméstica em atraso ou vigente.

Cálculo gps doméstica

Calculadora Online de GPS, como utilizar?

O sistema de cálculo de GPS doméstica disponibilizado pelo INSS na internet, se encontra fora do ar, mas alguns sites realizam o mesmo serviço e de maneira gratuita. Em uma busca rápida no Google, são dezenas de opções para que o trabalhador possa saber qual o valor de sua GPS doméstica.

No entanto, o também é possível acessar o SAL e emitir uma guia já atualizada com o valor referente ao dia da consulta, essa é a forma mais simples de saber o quanto deve ser pago.

Mas caso deseje uma calculadora convencional, basta acessar os sites terceiros, inserir o valor bruto, recebido por meio do salário e sem descontos, e pronto. Assim, o resultado é gerado em segundos, mas pode apresentar algum erro.

Também é preciso ficar atento as informações requeridas em sistema terceiros para cálculo GPS doméstica, nunca preencha com os dados do INSS ou documentos pessoais, no máximo o tipo de cargo e valor.

Código de GPS de Doméstica, tire suas dúvidas!

Um contrato de trabalho ou registro em carteira depende de um número, esse se refere ao cargo executado e conta com uma lista. Assim, o INSS pode controlar a carga horária, valores de salários e GPS doméstica, que precisam se adequar a cada profissão.

Os empregados domésticos mensalistas, por exemplo, são registrados com o código 1600, enquanto os com regime trimestral com o código 1651. Esse número deve ser consultado pelo contratante, pois não altera o processo de pagamento da GPS doméstica do trabalhador ou qualquer outro requerimento junto ao INSS.

Veja o vídeo abaixo, e entenda como é feita a retirada da guia de contribuição pela internet e a simplicidade dessa etapa e para mais informações, acesse o blog → Guia de Previdência Social: