Skip to content

Contribuição INSS | Tire suas Dúvidas sobre o Assunto





A contribuição do INSS, é fundamental para manter o direito aos benefícios da Previdência. 

Quem trabalha com carteira assinada, nem precisa fazer cálculos, pois tem as contribuições do INSS do emprego, descontadas mensalmente do seu salário.

Mas para quem trabalha por conta própria e paga  contribuição INSS de autônomo, é contribuinte facultativo, ou mesmo,  faz a  contribuição inss do MEI ( Microempreendedor Individual), por exemplo. 

É necessário efetuar o pagamento de forma adequada, a fim de cumprir o período de arrecadação necessário, para requerer os benefícios da Previdência. 




Como você deve estar acompanhando pelos noticiários, o sistema de previdência está passando por um processo de grandes transformações nos últimos anos. 

Nesse sentido, é fundamental se manter bem informado sobre como deve ser feita a contribuição INSS 2019. 

Para que dessa forma, quando você precisar solicitar o auxílio doença, o salário maternidade e até mesmo, dar entrada na sua aposentadoria, possa cumprir os requisitos exigidos pelo Governo. 

Neste artigo, vamos ajudar a esclarecer suas dúvidas de forma simples sobre este assunto tão relevante. Acompanhe:

Contribuição do INSS
Contribuição do INSS

Veja nosso artigo e acompanhe mais informações sobre o este tema.



Entenda Como Funciona a Contribuição do INSS

A contribuição INSS, é feita de acordo com a categoria que o contribuinte se encaixa. 

Para quem trabalha registrado, é descontado de 8% a 11% do valor do salário de contribuição do INSS na folha de pagamento da empresa.

Já para quem faz a contribuição INSS autônomo,  ou ainda, para aquelas pessoas que fazem a contribuição de forma facultativa. As alíquotas de pagamento variam entre:

  • 5% do salário mínimo no plano simplificado  (contribuição de INSS de baixa renda);
  • 11% do salário mínimo no plano simplificado;
  • 20% do salário mínimo no plano normal.

É importante ressaltar

Para cada plano de contribuição, há um código específico para realizar os pagamentos. 

Como, por exemplo,  código 1163 de contribuição do INSS – específico para quem faz a  contribuição INSS como  autônomo, mensalmente no plano simplificado. 

O código deve estar presente, no carnê do INSS, e por meio dele é possível fazer os cálculo de contribuição do INSS. Para que seja possível pagar o carnê do INSS, e assim ter direito aos benefícios da Previdência. 

No site do INSS, você acompanha a relação completa de códigos (https://bit.ly/2nBpG8Y).

Para Onde Vai a Contribuição do INSS?

O valor arrecadado com o pagamento de contribuição do INSS, serve para arcar com os pagamentos dos salários de pensões e de aposentadoria do INSS, de quem recebe atualmente. 

Ou seja, quando você for se aposentar o valor será pago por quem estará trabalhando naquela época.

Benefícios do Contribuinte, Saiba Mais.

Além de poder ter direito a aposentadoria, e a pensão como mencionamos aqui no tópico anterior do artigo. 

Quem faz o pagamento de forma adequada do valor de contribuição do INSS, também tem direito aos outros benefícios previdenciários, como: 

  • Salário maternidade
  • Auxílio- doença
  • Auxílio- reclusão

No site do INSS, você acompanha a lista completa de benefícios de contribuição (https://www.inss.gov.br/beneficios/beneficios-em-lista/)

Tabela de Contribuição Mensal 2019

Todos os anos o Governo atualiza a tabela, para que os contribuintes possam fazer os cálculos com base no valor vigente do salário mínimo. Nas imagens abaixo, segue a  tabela de contribuição inss 2019:

Tabela para contribuinte individual

Você pode acompanhar no site do INSS, a tabela específica para (https://www.inss.gov.br/servicos-do-inss/calculo-da-guia-da-previdencia-social-gps/tabela-de-contribuicao-mensal/) trabalhadores registrados, empregados domésticos e empregados avulsos. 

Gostou do nosso conteúdo? Veja mais informações aqui no blog → Guia de Previdência Social e acompanhe o vídeo: